Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

SPLIT IMAGE, Peter Fonda, Michael O’Keefe, 1982, (c) Orion

Caso seu grupo ou comunidade se enquadre em dois ou mais dos itens abaixo, TALVEZ você possa estar participando de uma religião perigosa, abra seus olhos!

1-O grupo mostra compromisso excessivamente zeloso com seu líder e (seja ele vivo ou morto) considera seu sistema de crenças, ideologia e práticas como uma Verdade inquestionável, como lei.

2-O questionamento, a dúvida e a dissidência são desencorajados ou até mesmo punidos.

3-As práticas que alteram a mente (como meditação, cantar, falar em línguas, humilhantes rituais de acusação/autocrítica e exigências rotineiras debilitantes) são usadas em excesso e servem para suprimir dúvidas sobre o grupo e seu(s) líder(es).

4-A liderança dita, às vezes em grande detalhe, como os membros devem pensar, agir e sentir (por exemplo, os membros devem obter permissão até para namorar, mudar de emprego, se casar – ou os líderes prescrevem quais tipos de roupas vestir, onde viver, ter ou não filhos, como disciplinar crianças, etc.) [com isso há manipulação e o membro vai perdendo sua individualidade e autenticidade].

5-O grupo é elitista, reivindicando um status especial e exaltado para si próprio, seu(s) líder(es) e seus membros (por exemplo, o líder é considerado o Messias, um ser especial, um avatar – ou o grupo e/ou o líder ter uma missão especial para salvar a humanidade).

6-O grupo tem uma mentalidade polarizada de nós contra o sistema (ou o país), que pode causar conflitos com a sociedade em geral [o grupo diz ter as respostas para todos os problemas e muitas vezes também apresenta uma explicação de mundo baseada em teorias da conspiração e previsões apocalípticas].

7-O líder não é reconhecido perante qualquer autoridade (ao contrário, por exemplo, de professores, comandantes militares ou ministros, sacerdotes, monges e rabinos das principais denominações religiosas) [se bem que há abusos e manipulação também em religiões “legítimas”, principalmente em comunidades locais que as representam ou em seminários/monastérios].

8- O grupo ensina que para determinados fins necessários, pode-se agir por meios aparentemente controversos. Isso pode resultar na participação dos membros em comportamentos ou atividades que considerariam repreensíveis ou antiéticos antes de se juntarem ao grupo (por exemplo, mentir para familiares ou amigos ou pedir dinheiro para instituições de caridade falsas).

9-A liderança induz sentimentos de vergonha e/ou culpa para influenciar e/ou controlar membros. Muitas vezes, isso é feito por meio de algum outro membro influenciável ou de alguma outra formas sutil de persuasão.

10-A subserviência ao líder ou ao grupo exige que os membros reduzam os laços com familiares e amigos e alterem radicalmente os objetivos e atividades pessoais que eles tiveram antes de se juntarem ao grupo.

11-O grupo está preocupado em trazer novos membros [você deve disseminar a mensagem desesperadamente a todo mundo].

12-O grupo está preocupado em ganhar dinheiro [você é levado a pensar que nunca contribui suficientemente].

13-Espera-se que os membros dediquem quantidades excessivas de tempo ao grupo e atividades relacionadas ao grupo [o membro vai se comprometendo cada dia mais com tarefas e acaba ficando sem tempo para o lazer e para a família].

14-Os membros são encorajados ou obrigados a viver e/ou socializar apenas com outros membros do grupo.

15-Os membros mais leais (os “verdadeiros crentes”) sentem que não pode haver vida fora do contexto do grupo. Eles acreditam que não há outra maneira de ser e, muitas vezes, temem represálias para si ou para outros se eles deixam (ou mesmo consideram deixar) o grupo.

Tradução de parte do artigo: Characteristics Associated with Cultic Groups – Revised. ICSA Today, Vol. 6, No. 3, 2015, 10. de Michael D. Langone. Incluí comentários pessoais entre colchetes.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
(Visited 112 times, 1 visits today)
15 perigos dos grupos religiosos

Mostrar
Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Canal no Youtube
Esconder
error: Este conteúdo pode ser divulgado sob permissão do autor - contato@rodadalei.com.br